Ver perfil

🔪Como cortei pessoas tóxicas e ganhei mais produtividade

Impulso News
🔪Como cortei pessoas tóxicas e ganhei mais produtividade
Por Impulso News • Edição Nº22 • Ver na web
Toda semana, temos uma edição com conteúdos escritos e curados por Sylvestre Mergulhão, Karine Silveira e Rafael Miranda sobre Inovação, Liderança, Transformação Digital e Business Agility. Nessa semana, confira este artigo do nosso CRO Rafael Miranda.

Eu, Kari e Mergulhão estamos fazendo o Leadership Reset, do Jacob Morgan (um autor muito influente para mim em vários aspectos) e, num capítulo do curso, ele fala sobre se livrar das coisas ruins.
Jacob Morgan, autor do Leadership Reset
Jacob Morgan, autor do Leadership Reset
Desde o ano passado, comecei a retirar pessoas tóxicas de perto de mim. 
Cortei amizades nas redes sociais com elas, saí de grupos do WhatsApp com elas, passei a escolher outros eventos no quais elas não estejam e repriorizei meus negócios e objetivos para não ter mais envolvimento com elas.
E isso me ajudou MUITO. Muito mesmo.
Passei a ser não só mais produtivo, mas significativamente mais eficaz no que faço. 💪
Toda a energia que eu gastava pensando sobre elas, lidando com elas, argumentando com elas, equilibrando mil pratos para manter o relacionamento… Pude redirecionar para meu próprio trabalho, minha própria saúde e minha própria família.
De acordo com a psicologia e a psiquiatria, pessoas tóxicas são aquelas que têm comportamentos prejudiciais, tanto para os que estão ao seu redor quanto para si mesmas. Elas têm a capacidade de manipular os outros, limitar suas ações e seu desenvolvimento pessoal, além de causarem, continuamente, emoções nocivas. 
Ou seja, pessoas tóxicas não são necessariamente aquelas com as quais a gente discorda sobre política. É algo maior, e mais profundo do que isso.
Pessoas tóxicas são aquelas que exalam algum tipo de sentimento ou característica ruim, que afeta o seu dia a dia de forma contínua.
Um ponto importante é que uma pessoa pode ser tóxica para mim, mas não ser para você. 
E tudo bem!
Como qualquer tipo de toxina, você precisa limitar sua exposição a essas pessoas ou até mesmo cortar laços para se proteger.
Eu, por exemplo, a partir de determinado momento na infância, desenvolvi alergia a camarão. Comer camarão significava ter uma crise alérgica grave, com risco de morte.
Curiosamente, passados vários anos, descobri que o camarão não é mais tóxico para mim. 🙌
Não sei se fui eu que mudei e adquiri imunidade. 
Ou se foi o camarão que mudou (já que, até o momento, só experimentei os camarões daqui de Portugal, que podem ser diferentes dos do Brasil - onde eu tinha alergia)…
… Ou se ambos mudamos. E, somadas as nossas mudanças, passamos a conviver bem novamente.
Espero, talvez, no futuro voltar a interagir com estas pessoas que são tóxicas para mim hoje. 
Mas, por enquanto, vou continuar longe, acelerando meus resultados pessoais (com muito mais tranquilidade também).
E você? Já pensou em cortar algumas pessoas da sua vida pessoal ou profissional também? 🔪
Livro Senhor das Moscas, de William Golding
Livro The Future of Work, de Jacob Morgan
The Great Unbundling, de Benedict Evans
Deixe ir as pessoas que somente chegam para compartilhar queixas, problemas, histórias desastrosas, medo e julgamentos dos demais. Se alguém busca uma lixeira para deixar seu lixo, não deixe que seja a sua mente.
Dalai Lama
Curtiu essa edição?
Impulso News

Conteúdos sobre Inovação, Liderança, Transformação Digital e Business Agility, escritos e selecionados especialmente por Sylvestre Mergulhão, Karine Silveira e Rafael Miranda.

Se você não quer mais receber essa newsletter, por favor cancele sua assinatura aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Curadoria cuidadosa de Impulso News via Revue.
Rua da Glória, 190, Sala 1002, Rio de Janeiro, RJ