Ver perfil

Lya Luft e os desafios das agendas que nos aprisionam

Impulso News
Lya Luft e os desafios das agendas que nos aprisionam
Por Impulso News • Edição Nº50 • Ver na web
Toda semana, temos uma edição com conteúdos escritos e curados por Sylvestre Mergulhão, Karine Silveira e Rafael Miranda sobre Inovação, Liderança, Transformação Digital e Business Agility. Nessa semana, confira este artigo da nossa COO Karine (Kari) Silveira.

No dia 30 de dezembro, perdemos a Lya Luft, aos 83 anos. Apesar de ser uma das escritoras mais queridas dos leitores brasileiros, eu nunca havia lido nada dela além de pequenas frases e recortes.🥺
Decidi começar o ano lendo um dos seus livros. Escolhi usar a minha técnica de capa e/ou títulos impactantes.😉 Em poucas horas, li Pensar é transgredir, publicado em 2011, mas completamente conectado com os dias de hoje. É um daqueles livros apaixonantes que nos ajudam a estabelecer conexões com as coisas do dia a dia, assim como os desafios e as dores das nossas reflexões, que nos fazem sentir vontade de contar as histórias das nossas vidas com erros e acertos, mas sem culpas. 
Cada capítulo aborda um tema diferente, e o segundo, “Agendar a vida”, me impactou profundamente porque nós, em posição de gestão, vivemos o desafio cotidiano de sobreviver às nossas agendas. 💀
“Agenda pode ser tormento e prisão. Mas pode ser liberdade, se a gente inventar brechas: em plena tarde da semana, caminhar na calçada; sentar ao sol na varanda do apartamento; deitar na grama do parque ou jardim, por menor que ele seja, e como criança olhar as nuvens, interpretando suas formas: camelo, coelho, árvore ou anjo.”
Lya Luft, no livro “Pensar é transgredir”
O que mais escuto, conversando com lideranças de outras empresas, é que o trabalho remoto é exaustivo porque passamos o dia inteiro em calls (geralmente os nossos dias têm mais de 8 horas). Então, vou compartilhar com você algumas dicas📍 que me ajudam bastante a organizar a agenda, mas conto logo: eu tenho meus dias de caos, pânico e desordem. 🙄
  1. Se não está na minha agenda, é porque a reunião não existe.
  2. Toda sexta, dou uma olhada na agenda da semana seguinte e atualizo, inclusive, com compromissos pessoais: aulas de pintura, terapia, almoço com amigos, estudar para certificações, atividade física, bloqueios para deep work, etc. Oriento todos os meus times a fazerem o mesmo. 
  3. Sempre olhamos as agendas dos nossos colegas para sabermos se podemos ou não marcar alguma reunião. Se tem espaço livre, marcamos e acreditamos que o outro está mantendo tudo atualizado.☺️
  4. Avaliamos, com cuidado, quem precisa participar. Eu sei. Eu sei. Gostamos de pessoas e queremos sempre todo mundo junto, mas, o custo de um time inteiro em uma reunião é imenso, na maioria das vezes, desnecessário. 
  5. Se for só para comunicar ou alinhar algo, geralmente escrevo um textão no Slack, ou gravo um áudio e/ou vídeo. Menos uma reunião na agenda. 🙌🏻
  6. Transforme o que for extraordinário em ordinário: por aqui, todas as reuniões para analisarmos OKRs e indicadores já estão na agenda até o final do ano, as revisões de orçamento também, bem como, os meus encontros com meu CEO. 
  7. Não podemos esquecer de nunca, mas nunca mesmo, de não agendar reuniões umas coladas nas outras. Merecemos e precisamos de 15 a 30 min de intervalo para nos preparar, responder uma ou duas mensagens, pegar um café e/ou fazer um carinho no gato. 🐈‍⬛
  8. E se você conseguir, limite sua agenda a no máximo 3 horas de reunião por dia. 🚀
😘
Livro "Pensar é transgredir", de Lya Luft
Livro "Hábitos atômicos", de James Clear
David Grady: Como salvar o mundo (ou pelo menos a si mesmo) de reuniões ruins | TED Talk
“Que nossas agendas (também as interiores) nos permitam muitas vezes a plenitude do nada sorvido como um gole de champanha, celebrando tudo. Sem culpa.”
Lya Luft, no livro “Pensar é transgredir”
Curtiu essa edição?
Impulso News

Conteúdos sobre Inovação, Liderança, Transformação Digital e Business Agility, escritos e selecionados especialmente por Sylvestre Mergulhão, Karine Silveira e Rafael Miranda.

Para cancelar sua inscrição, clique aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Curadoria cuidadosa de Impulso News via Revue.
Rua da Glória, 190, Sala 1002, Rio de Janeiro, RJ