Ver perfil

Quer perder seus devs para os gringos?

Impulso News
Quer perder seus devs para os gringos?
Por Impulso News • Edição Nº20 • Ver na web
Toda semana, temos uma edição com conteúdos escritos e curados por Sylvestre Mergulhão, Karine Silveira e Rafael Miranda sobre Inovação, Liderança, Transformação Digital e Business Agility. Nessa semana, confira este artigo do nosso CEO Sylvestre Mergulhão.

Quer perder seus devs para os gringos?
Não é de hoje que o Brasil perde grandes talentos para empresas gringas
No mundo da tecnologia, o êxodo é enorme. Não critico quem vai. Eu mesmo trabalhei para empresas gringas entre 2006 e 2010 e não me arrependo desse passado. 
Mas, por que eu fui? 
Porque, na época, eu considerava antiquadas a cultura, os métodos e as ferramentas das empresas daqui do Brasil. Para mim, nunca foi pelo dinheiro, apesar de ser o fator decisivo para algumas pessoas. 
Na atualidade, as empresas brasileiras já têm capacidade de utilizar ferramentas (linguagens, hosting, ci, etc) de ponta… Tão de ponta quanto as gringas.
Restam como fatores de decisão a cultura e os métodos
Sobre os métodos
Eu estudo e trabalho com desenvolvimento Ágil (sou da escola do eXtreme Programming) desde 2004 ou 2005, não sei a data exata. 
Como alguém que pertence a esse meio durante todo esse tempo, ouso dizer que vi poucas empresas no Brasil que realmente tiveram a coragem de adotar métodos Ágeis. Lembrando que Ágil não quer dizer veloz, quer dizer capaz de se adaptar
Algumas empresas, incluindo muitas startups “modernas”, começaram a adotar agora, em 2021, métodos e métricas que são sabidos de serem ineficazes há décadas!
Sim, estão adotando hoje em dia, práticas que foram motivadores para eu não querer trabalhar em empresas brasileiras a mais de 10 anos atrás!
Vamos realmente repetir os erros e retroceder a esse passado?
Sobre a cultura
Estamos envoltos em empresas que atuam com trabalho do conhecimento. Programadores, designers, POs e todos os demais executam trabalhos do conhecimento, aquele trabalho quase intangível. 
São profissionais que, apesar de não precisarem ter tido uma educação formal, são altamente capacitados e inteligentes. São profissionais criativos. Em geral, odeiam o microgerenciamento.
Muitos preferem autonomia à segurança
Simplesmente não há mais espaço para o autoritarismo nesse ambiente. Ou as pessoas simplesmente vão embora, pelo mesmo motivo de eu ter ido embora tempos atrás! 
O colapso é i.mi.nen.te. 
Os CTOs e CIOs que converso se dizem muito preocupados com tudo isso. Mas chegam a ter suas taxas de turnover em profissionais de tecnologia até 6x mais altas do que temos com os profissionais na Impulso.
Por que será?
Parece que algo está sendo dito, mas não está sendo praticado por aí.
Post (muito) viral do Rafael Miranda sobre contratação de devs
Bluetalks: Relações e produtividade
“Se você quer mudar o mundo, comece arrumando a sua cama.”
Willian H. McRaven
Curtiu essa edição?
Impulso News

Conteúdos sobre Inovação, Liderança, Transformação Digital e Business Agility, escritos e selecionados especialmente por Sylvestre Mergulhão, Karine Silveira e Rafael Miranda.

Se você não quer mais receber essa newsletter, por favor cancele sua assinatura aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Curadoria cuidadosa de Impulso News via Revue.
Rua da Glória, 190, Sala 1002, Rio de Janeiro, RJ